20 março 2007

Idas e Vindas (Departures and Returnings)

( Originally published in http://nvsp.tarjaeditorial.com.br/?p=15 )

São Paulo. He looked through the vehicle's window, and tasted the uniform gray color of the buildings. It looks like everything around was tainted gray, better, everything was fading to this color. José was leaving the town, but this time would be definitive. So many times he went out, only to return again. This time, he tought, this time i get away from you. He used to say that a curse felt upon him. It doesn't matter his dedication to run away, after a time he looked around and once more he was surrounded by buildings, pollution, dirt, chaos.

The first try was frustrated even before it happened. He was nine, following his parents at the bus station, and in a moment of distraction, went up in the first bus he saw with open doors. He sat in the back, quietly. A woman at his side began a conversation, asked him his destination, where his parents were, and was alarmed by the boy's silence. She asked the other passenger who was his responsible, and lacking a response, yelled to the driver to stop the vehicle. With his mother screaming and his father beatings, he went home. Different times, today at least six people would have themselves as tutors of the boy.

As time went on, another plans were created. He decided to take college outside São Paulo. Two years of happiness, of inner peace, that were disturbed by the sudden death of his father. He came back immediatly to the city, for his father burial. His mother was desolated and said, between tears, that only he have lefted. That he couldn't leave her alone. And a college in São Paulo accepted his transference

He concluded the course, with the worst grades of the class. People tought it was caused by the loss of his father, but that wasn't the truth. Here i cannot think, he used to said in a hiss. And started in a mediocre job, just like the city.

He lived with his mother, who recover better than him. She believed that the father's death put him in that state, and was frightened to what could happen to the boy if he leaves, as he confessed was his biggest wish. So, she invented thousand histories, about illnesses, that she needed him, as she was sick. And between all those fake sicknesses one was real. Sudden death, in just one day.

After her burial and a quick mourning, conforted by the idea of the mother's fragile health and the inevitability of the fact, get back to his original dream. He opened the sunday's newspaper, e looked for a job far away that place where he lived. And he got it.

Once more he was happy. He has won this time. And he worked very hard, making impossible turns, assuming responsibilities he was not prepared for. And all that without a scratch. All the region was within a crisis, with unemployed lines in the factories doors, but the way he acted he knew his job was guaranteed. Indeed, he was promoted. But to where he was relocated? Yes, the boy was furious. He asked if he could not stay and be promoted there, where, he worked and lived. The negative was a cold shower. Then, with all his guts, he dismisses his promotion.

His boss went up, closes his office's doors and get to the point: You have two options. São Paulo, or get fired. Going to his desk as one who goes to the gallows, José picked up his stuff and went home, to prepare his return to the Capital.

And in those departures and returnings he realized that the city would not permit that he leaves. He tried a lot of alternatives after those. Even a beach hotel he opened, a piece of heaven in earth which disordened exploration condemned to failure. He conformed. Tought about his retirement, and how it will open doors for his dreams finally come true.

He looked through the window to the gray sky, as the vehicle slowly crawled in the traffic jam. Bikers get by peeling the paint off the cars in the endless lines. The deafening sound of thousand of engines, horns and sirens. The visual pollution from outdoors, bilds, neons. The putrid smell of the city, a mix of sewage, smoke, soot and asphalt. But he was happy. This time, once more he imagined, i will win. You won't hold me here!

He closed his eyes, and visualized how it would be from now on. He was increbidle happy. He smiled, and sighed. The doctor that was with him in the ambulance realized that any effort wouldn't help. He has left.

Conto: Idas e Vindas

Para ler esse conto em português, acesse o site do Novas Visões de São Paulo:


(New) Visions of São Paulo

Last year i was invited to write to a book project, called "Visões de São Paulo" (Visions of São Paulo). This project's objective was to gather 50 writers, fresh or veterans, for each one write a short history about some peculiar trait of the city of São Paulo. The book, a brilliant initiative of the editor and writer Richard Diegues, was published in december'06 by Tarja Editorial. The Launch event took place at Casa das Rosas, a colonial palace located at Avenida Paulista, considered a symbol in São Paulo, with the presence of the writers and hundreds of invitees.

But the city of São Paulo is too big to be restrained in only one book. Taking this into account, was created a web page called "Novas Visões de São Paulo" (New Visions of São Paulo), in which 15 writer from the book project will post, each two days, a new short history. The site debuts on march 1st, and was accessed more than two thousand times. It will be a great landmark in the Brazilian literature.

I was also invited to work in this project, and my first history, "Idas e Vindas" (Departures and Returnings), was published with the other's writings. Visit the sites, e know more about the projects that are in development:

Visões de São Paulo: http://www.tarjaeditorial.com.br/SiteVSP/index.htm
Novas Visões de São Paulo: http://nvsp.tarjaeditorial.com.br/

(Novas) Visões de São Paulo

Ano passado fui convidado a participar do livro "Visões de São Paulo". A proposta da obra era reunir 50 escritores, entre novatos e veteranos, para que cada um escrevesse um conto curto, retratando alguma característica peculiar da cidade de São Paulo. O livro, iniciativa brilhante do editor e escritor Richard Diegues, foi lançado em dezembro de 2006 pela Tarja Editorial. O evento aconteceu na Casa das Rosas, localizada na avenida símbolo de São Paulo, Avenida Paulista, contando com a presença dos escritores e centenas de convidados.

Mas a cidade é muito ampla para ficar contida em apenas um livro. Pensando nisso, foi criado um site, chamado "Novas Visões de São Paulo", onde quinze dos autores do livro se revezarão para publicar, a cada dois dias, um novo conto na internet. A página estreou no dia primeiro de março, e já conta com mais de dois mil acessos. Com certeza será um grande marco na literatura paulistana, e por que não dizer, na literatura nacional.

Eu também fui convidado a trabalhar nesse projeto, e meu primeiro conto, "Idas e Vindas", já está no ar junto com os contos dos outros integrantes do projeto. Visitem os sites e conheçam mais sobre os projetos que estão sendo desenvolvidos:

Visões de São Paulo: http://www.tarjaeditorial.com.br/SiteVSP/index.htm
Novas Visões de São Paulo: http://nvsp.tarjaeditorial.com.br/

Return and commitment

Hello everybody.

Starting tonight, i will update this blog daily, in portuguese and in english. I'll write a diferent and interesting post every night, covering a multitude of subjects, as:

- Books
- Software
- Art
- Writings
- Gadgets
- Anything else!

See ya!

Retorno e compromisso

Olá a todos.

A partir de hoje a noite, atualizarei esse blog diariamente, em português e em inglês. Colocarei um tópico interessante e diferente todas as noites, sobre os mais diversos assuntos, tais como:

- Livros
- Software
- Arte
- Contos
- Gadgets
- Qualquer outra coisa que surgir!

Até mais!

17 janeiro 2007

Vita di italiani

O Nono estava hospitalizado e os filhos, netos e bisnetos vieram de todos os cantos do mundo.
Os médicos deixaram que os parentes levassem-no para a sua casa, para cumprir seu último desejo, o de morrer em casa, ao lado de seus queridos.
Foi para o quarto e as visitas foram se revezando para tentar consolar e dar conforto ao Nono em seu derradeiro momento. De repente o Nono sentiu um aroma maravilhoso que vinha da cozinha.
Era a Nona tirando do forno uma fornada de pastiére de grani italiani.
Os olhos do Nono brilharam e ele se reanimou.
Entao, o Nono pediu ao bisneto que estava ao lado da cama dele:
- Piccolo mio, vai na cojina e pede um pedaxo de pastiére pra Nona.
O guri foi e voltou muito rápido.
- E o pastiére? - perguntou o nono.
- A Nona disse que nao!
- Ma per que non, porca miséria, ma que véquia desgraciata! Que que esta putana falô?
- A Nona disse que é pro velório!

16 janeiro 2007

Freeware para Palmtops

(Publicado no Jornal da Mensa - Out/Nov 2006)

Que jogue a primeira pedra quem nunca esqueceu um compromisso. Ou não achou um número de telefone na hora de ligar para alguém. É imprescindível encontrarmos um modo de organizar nossos compromissos, contatos e informações, e ter tudo na ponta dos dedos quando necessário. Nunca gostei de usar agendas de papel, e para não confiar apenas na memória, comprei há algum tempo uma agenda eletrônica sofisticada, um Palm Zire 72.

No ínicio, era tudo novidade. O aparelho veio cheio de recursos, como agenda, lista de contatos, gerenciador de tarefas, capacidade de ler arquivos gerados pelo word e excel, juntamente com uma máquina fotográfica digital de 1.2Mpixels integrada e gravador de voz. Instalei mais alguns joguinhos baixados da internet, e o pacote estava completo.

Como tudo que é mal aproveitado, no entanto, fui deixando de lado o aparelhinho aos poucos. Até que um momento ele ficava mais na gaveta que comigo.

Mas decidi retomar o uso dele, para realmente usufruir o que ele tem de melhor. A capacidade de organizar as coisas. E fui atrás de programas na internet que me auxiliassem nessa empreitada. Localizei alguns programas excelentes e gratuitos para esse computador móvel. Alguns dos melhores são:

Ma Tirelire (Ma-Tirelire.net)
O Ma Tirelire (Meu cofre-porquinho) é um gerenciador de finanças pessoais. De acordo com seu criador, foi idealizado a partir das necessidade dele. E decidiu disponibilizar gratuitamente seu programa a quem pudesse se interessar por ele. Cheio de recursos, você pode ter nas mãos um retrato da sua vida financeira com o Ma Tirelire.

Handyshopper (www.ggaub.com/hs)
O Handyshopper é uma ferramenta para se montar listas de compras. A grande vantagem desse tipo de aplicativo é que você entra no mercado sabendo o que vai comprar, quais seções devem ser percorridas e quanto se vai gastar. Sem falar no tempo economizado. Isso evita o desperdício de comprar coisas supérfluas. Mas a variedade de seus recursos permite a elaboração de qualquer tipo de lista. Como por exemplo, organização de viagens. Você vai anotando as suas necessidades no planejamento da viagem, e na hora de arrumar as malas demora menos de dez minutos para localizar tudo. E para as próximas, você está com tudo anotado. Esse programa é imperdível, mal dá para acreditar que seja gratuito.

Planetarium (www.aho.ch/pilotplanets)
Esse programa não é freeware, mas disponibiliza todas as suas funções na versão não registrada. É um utilitário para o astrônomo amador e profissional, que mostra um mapa do céu com todas as posições dos planetas, estrelas e outros objetos celetes. Com uma interface amigável e facílima de usar, esse programa ajudar a identificar as constelações, encontrar planetas a olho nú, entre outras coisas.

Lingo (www2.vo.lu/homepages/phahn/software/palm)
Um dicionário poliglota. Basta inserir uma palavra que esse programa traduz para qualquer outro idioma que esteja instalado. No meu aparelho tenho português, inglês, alemão, francês, italiano e espanhol. Mas no site é possível baixar dicionários até de esperanto, latim e swahili, seja lá onde se fale isso.

Plucker (www.plkr.org)
O Plucker é um visualizador de páginas html e de e-books. E faz seu trabalho muito bem. Basta baixar o conteúdo para o computador, converter para o formato nativo dele e colocar no palm.

Bigclock (www.gacel.de/bigclock.htm)
Um substituto para o relógio padrão do palm, com algumas funções extras, como 4 alarmes simultâneos, etc.

Converter (www.mattmarsh.net/computing/converter.shtml)
Um conversor de unidades. São 215 tipos diferentes de unidades, em 23 categorias. Preciso dizer algo mais?

IdeaPad (http://www.nosleep.net/)
O IdeaPad serve para que se crie mapas mentais, ou fluxogramas, para que se represente de maneira gráfica um processo de idéias. Existe a possibilidade de transformar depois isso em uma lista hierárquica e vice-versa. Útil para registrar brainstorms, relações de causa-efeito, entre outros.

Little John Palm ()
Esse programa transforma o palm em um videogame portátil. É um emulador de várias plataformas, tais como game-boy, master system, mega drive, super nintendo, etc. Para jogar, no entanto, é necessário possuir as imagens dos jogos, chamadas roms. Infelizmente o programa acaba com a bateria do palm em tempo recorde. Vale a pena como curiosidade, ou para matar a saudade daqueles joguinhos antigos.

Openchess (palmopenchess.sourceforge.net)
Um jogo de xadrez para o palm. Muito bom, ainda mais por ser gratuito.

Progect (progect.sf.net)
Um programa para gerar listas de tarefa hierárquicas. Existe a capacidade de acompanhar a realização de cada tarefa a partir dos sub-itens que a compõe. Pode se classificar por categoria, prioridade ou data, mudar o tipo de acompanhamento para um check-box, percentual realizado ou uma quantidade a ser alcançada.

Puzzles (www.chiark.greenend.org.uk/~jharvey/puzzles)
Dá para perder horas com esse programa. É uma coleção de 24 tipos de quebra-cabeças diferentes, que são gerados aleatóriamente pelo palm. Entre os jogos estão sudoku, resta-um, nonograma, campo minado, e outros que já frequentaram as listas de discussão da Mensa. Esse é obrigatório para quem tiver um palm. Mas para quem não possui, todos esses jogos estão disponíveis para windows, na página www.chiark.greenend.org.uk/~sgtatham/puzzles/

Sudoku (www.scss.com.au/family/andrew/pdas/palm/myprogs/sudoku)
Um dos melhores programas de sudoku para o palm. Gera desafios aleatoriamente, ou permite a inclusão de problemas.

Existem muitos outros programas disponíveis para essa plataforma. A empresa que fabrica esses aparelhinhos propagandeia que há mais de 20.000 aplicativos desenvolvidos. Esses são apenas uma pequena amostra do que existe atualmente. Nas páginas dos desenvolvedores pode ser encontradas maiores informações sobre o propósito e o funcionamento dos programas apresentados nessa matéria.

08 janeiro 2007

Resoluções de ano novo

Já me decidi por mais uma resolução: Escrever um novo conto toda semana e publicá-lo aqui.

Resumindo as resoluções para 2007 (até o momento):

01 - Escrever todos os dias no blog
02 - Ler 50 livros esse ano
03 - Escrever dois livros
04 - Escrever um conto por semana

02 janeiro 2007

Livros: 1 e 2 de 50

Já selecionei dois livros, para iniciar minha resolução de ler 50 esse ano. São eles:

01 - A Maldição das Cadeiras de Plástico - Dóris Fleury
02 - O Evangelho Segundo Jesus Cristo - José Saramago

01 janeiro 2007

Ler e escrever

Mais duas resoluções para 2007:

- Ler pelo menos 50 livros, ou seja, aproximadamente um livro por semana.
- Escrever os dois livros que tenho em mente.

Nada muito difícil, eu acho. Toda semana colocarei o título do livro que estarei lendo, e quando terminar, farei uma resenha aqui.

Como fazer amigos e influenciar pessoas

Acabei de ler o livro "Como fazer amigos e influenciar pessoas". Graças a ele um grande filão literário conhecido como auto-ajuda foi iniciado. Escrito em 1937 por Dale Carnegie, o livro apresenta um método passo-a-passo sobre como conduzir com sucesso relações pessoais.

As conclusões do autor mostram o óbvio. Mas como ele mesmo diz por todo o livro, é justamente por ser óbvio que nos não trabalhamos esses pontos, e geramos tantos conflitos.

Recheado de casos que exemplificam cada tópico, é uma leitura leve e tocante. Vale a pena experimentar. Vou anotar cada tópico, e tentar incluir na minha vida. Vamos ver no que dá.

31 dezembro 2006

Último dia de 2006

Mais um ano vai acabar em algumas horas. E eu estou tentado a fazer algumas resoluções para o próximo ano.

A primeira delas será escrever todos os dias neste blog. Vai ser difícil, tendo em vista que não sou muito pródigo a manter esse hábito. Mas vou me esforçar.

As próximas resoluções virão nos próximos tópicos. Aguardem.

27 novembro 2003

Terminei de ler "O Retrato de Dorian Gray". Uma das grandes virtudes desse livro é ele ser extremamente atual, mostrando a busca pela eterna juventude, a satisfação dos sentidos e dos prazeres e os questionamentos morais dessas atitudes. Lembrei muito do filme também, que assisti já há algum tempo. Bem fiel ao livro, começa em preto e branco, e quando o quadro é mostrado, o filme se torna colorido. Lindo. Preciso assistí-lo de novo...
Encomendei um livro e um CD pelo Submarino, e já estou me deliciando com ambos. O livro é "Desenho a Cores", de Michael Doyle, e é voltado inteiramente ao desenho arquitetônico. Mais uma vez, digo que preciso voltar a desenhar, e começar a estudar essa nova área. Por sorte tenho bastante material de consulta e referência em casa...
O CD é Mother Earth, do Within Temptation. É o que o Evanescence poderia ser se não fosse tão comercial. Os vocais são uma delícia, mas sou suspeito para falar, já que adoro ouvir cantoras. A voz feminina tem qualidades únicas.
Estou saindo para comer, no jantar de final de ano da Mensa. Finalmente vou conhecer o povo de lá, cara a cara. Estou um pouco ansioso, e cheio de expectativas. Mas um dia isso teria que acontecer.
Meus planos de voltar as minhas atividades estão correndo bem. E já estou querendo começar novas atividades em 2004. Gostaria de começar um curso de massagem, e um de Yoga. Mas só ano que vem, vejo isso em janeiro ou fevereiro...

Estou ouvindo: Within Temptation
Estou lendo: Desenho a cores. Devo começar um outro romance, mas não sei qual... Acho que vou ler Cyrano de Bergerac, que promete ser curto, e bem divertido.

24 novembro 2003

Após alguns meses de inatividade, voltei a correr no parque aos sábados. Pensei que estaria bem pior, mas consegui ter um desempenho bom, levando em conta o tempo que fiquei parado. Não faço mais as 2 séries de meia hora ininterruptas, mas em breve volto a correr assim, e até mais.
Voltei a ler tarot também, e me sinto confiante. De algum modo, impressionei 3 pessoas do meu serviço, em maior ou menor grau. Usei o meu baralho antigo, o Rider-Waite, mas preciso começar a usar o Rohrig. Infelizmente não acho muitas informações sobre ele, tenho que ir pela minha intuição.
Ainda não voltei a desenhar, mas em breve arranjarei um tempinho...

A cabeça dói um pouco, por conta dos abusos do fim de semana. Bebi demais, fumei narguilé, fui correr no parque, mais pizza, cinema, livraria, etc...

Estou ouvindo: Fernanda Porto
Estou lendo: O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde, e a revista Vida Simples de novembro.

18 novembro 2003

Voltei. Após um longo e tenebroso inverno, volto a esse pobre blog abandonado. Vou demorar um tempo pra limpar o pó e as teias de aranha, mas vou deixar isso aqui tinindo.

Novidades após esse longo tempo: Nenhuma.

Li pouco, não continuei o projeto do Senbatsuru (Fiz pouco mais de 500 pássaros... Falta a metade!), parei de desenhar, de treinar caligrafia, estudar línguas estrangeiras, ler tarot, ou seja, tudo o que eu fazia antes!
De bom aprendi a fazer alguns nós (muito interessante...), e tive um monte de idéias que pretendo executar em breve. Entre elas, retomar todas as atividades paradas, tentar escrever um livro, de criar um grupo de discussão na net (divulgado na Mensa) sobre trabalhos manuais... Vou começar a elaborar um plano de ação, e ver no que dá.

Bem, hora de voltar ao serviço...